DANDARA DOS PALMARES

Guerreira e líder feminina do Quilombo dos Palmares, mártir da luta quilombola.

Dandara, assim como Zumbi, seu companheiro e pai de seus filhos, não aceitou o tratado de paz assinado por Ganga Zumba, com a coroa portuguesa. Por acreditar que esse acordo seria a ruína de Palmares e por seu ideal de luta pela liberdade, Dandara preferiu continuar a guerra a ceder à coroa portuguesa e ter o risco de perder a autonomia de todos os palmarinos.

Conta-se que, durante a última batalha em Palmares, para não ser escravizada lançou-se a um penhasco preferindo a morte à servidão.

 

Selvo Afonso

Acrílica sobre tela, 1.0m x 0.70m 2017